FEIPOL-SUL

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUL

No Dia do Policial Civil rendemos nossa homenagem a estes profissionais que exercem essa nobre e árdua missão de defender a sociedade e o cidadão de bem. Trabalhadores que estão à frente de uma atividade ainda pouco reconhecida por muitos segmentos. Confira a palavra do presidente do Sinclapol, Fabio Rossi Barddal Drummond.

Leia mais...

Nesta segunda-feira, dia 23 de abril, será realizada a Solenidade de Inauguração do Setor de Atendimento ao Turista, no 12º Distrito Policial da Capital. O evento acontecerá, às 17h30min na Avenida Manoel Ribas, 6693, em Santa Felicidade – Curitiba – PR.

Uma cerimônia em homenagem a policiais civis, militares, municipais, vereadores, deputados estaduais e comunidade foi realizada na última quinta-feira (19) na Delegacia do 2º Distrito, no bairro Água Verde, em Curitiba. O encontro foi promovido pelo Conseg- Água Verde (Conselho Comunitário de Segurança) do bairro, Água Verde contou com entrega de diplomas de Honra ao Mérito para policiais civis que se destacaram em atividades no bairro. A homenagem também teve a participação do presidente do Sinclapol, Fabio Rossi Barddal Drummond, 1º vice-presidente, Daniel Côrtes e o diretor de assuntos parlamentares, Rohanito Goes.

Prevenção

“A sociedade quer segurança, os policiais estão aí recebendo e prestando serviço. A gente procura trabalhar muito com prevenção. Quando os bandidos sabem que o bairro é mais cuidado do que na média, a gente acaba espantando eles”, diz o presidente do Conseg Água Verde, Mauro Callegari. Na opinião de Callegari, se pelo menos, pudermos evitar que a violência domine nosso bairro já estaremos atingindo o objetivo desejado.

Criminalidade

Leia mais...

Nesta semana, o presidente do SINPOL-SC, Faunner Alfredo Cavon, esteve na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC), para conversar com os Deputados.

Leia mais...

Na véspera do Dia do Policial, o Sinpol deseja lembrar da importância da Polícia Civil para o confronto contra o crime, além de todos os serviços de amplo valor que a força policial desempenha para a segurança. É um dia que se deve lembrar também dos momentos em que o Sindicato esteve ao lado da classe,  lutando pela garantia dos direitos.

Ainda que o governo estadual atente, reincidentemente, contra os direitos dos Policiais Civis, estes profissionais mantém seus valores, sua efetividade e também consolidando operações e investigações que trazem retornos incomensuráveis à sociedade. Mesmo com salários atrasados, tentativas de retirada de aposentadoria especial, entre outros ataques, os Policiais Civis seguiram prestando o serviço à comunidade.

E somente por ela. Esquecendo de todas as dificuldades estruturais, falta de equipamentos de proteção individual, superlotação das carceragens, instrumentos técnicos tecnologicamente obsoletos e viaturas sucateadas. Ainda assim, a Polícia Civil segue defendendo a população com responsabilidade e valentia.

Para honrar estes policiais, o Sinpol desenvolve uma série de ações para, cada vez mais, lutar contra a retirada de direitos e para o embate frente aos ataques - partam eles de quem for.

O funcionalismo público do Paraná, mais uma vez, teve sua expectativa frustrada. Em seu primeiro projeto enviado a Assembléia Legislativa como governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP) não incluiu o pagamento de reajuste salarial aos servidores estaduais em 2019. Como em anos anteriores, a suspensão da data-base do funcionalismo consta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019. Como consequência, os servidores irão completar quatro anos sem reposição da inflação.

Tal medida da nova governadora provocou indignação geral do funcionalismo público. Na esfera policial a revolta ainda é maior. Fabio Barddal Drummond, presidente do Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná – Sinclapol se manifestou contrário à medida. “Não aceitamos de maneira nenhuma este posicionamento. Somos totalmente contrários a esta determinação e iremos tomar providências para que esta determinação seja revertida,” diz Fabio Drummond.

Em entrevista ao programa Balanço Geral da RIC/TV, o diretor jurídico adjunto do Sinclapol, Maurício Marcos Mattos manifestou sua opinião sobre a Unificação das Polícias no Brasil."É lamentável, que em ano eleitoral, nenhum candidato tenha apresentado soluções concretas para o problema da violência no Brasil," diz o diretor. Confira a reportagem completa no vídeo abaixo. 
 
ELEIÇÕES SINCLAPOL 2018
 
Comunicamos referente locais de votação para eleições Sinclapol/2018 no dia 02/05/18.
CURITIBA e REGIÃO METROPOLITANA - Sede Sinclapol - Rua Julio Fleming, nº14 - Vila Izabel.
 

No Interior:RELAÇÃO DE ENDEREÇOS DAS SUBDIVISÕES NO PARANÁ

Leia mais...

Os últimos anos foram de luta para os Policiais Civis. Ao nos aproximarmos de mais um Dia do Policial, relembramos os embates que tivemos que empenhar frente aos desmandos do governo do estado. Em um contexto de ataques e desrespeito à classe, não temos como estar felizes.

Culminando com o Projeto de Lei Complementar (PLC) 36/2018 - que visa modificar a lei que garante o direito de promoção à última classe da carreira aos policiais que forem mortos em serviço ou aposentados por invalidez permanente - o governo desenvolveu uma série de medidas que atentaram contra os Policiais Civis.

Em 2017, em um evidente ataque direto aos Policiais Civis, o governador do estado José Ivo Sartori, por meio da da Procuradoria Geral do Estado (PGE-RS), tentou retirar o direito a aposentadoria especial da classe. A medida foi absolutamente rechaçada pela classe e, posteriormente, definitivamente sepultada devido à articulação das entidades representativas dos Policiais Civis - tendo o Sinpol-RS desempenhado papel decisivo junto às negociações. Mas os ataques não cessariam.

Durante todo o governo, em desrespeito completo às vidas das e dos policiais - estes chefes de família, responsáveis pelo sustento de seus filhos -, o governo Sartori atrasa o pagamento dos salários, como nunca visto nas últimas décadas. Não somente, a possibilidade de encontro de folhas e as incertezas das datas de pagamento, recorrentemente, aterrorizam e agridem as famílias dos Policiais Civis.

O Sinpol, na semana que precede o Dia da Polícial, lembra aos membros da classe e aos associados que está atento para a defesa incessante dos direitos dos Policiais Civis.

Está em desenvolvimento, por empresa especializada, um aplicativo direcionado aos Policiais Civis gaúchos. Por meio do software, os profissionais poderão realizar denúncias, reclamações ou sugestões. Será possível, por exemplo, denunciar a situação de delegacias, rotinas de trabalho, viaturas, equipamentos e armas.

Leia mais...

O Sinpol-RS, nesta gestão, conta com 17 resultados em ações judiciais em favor de seus afiliados. O número expressivo de vitórias foi obtido na última quarta-feira (11), com desprovimento do recurso de apelação do Ipergs em ação coletiva ajuizada pelo Sinpol-RS - que visava o repasse dos reajustes previstos nas Leis Estaduais 14.072/2012 e 14.073/2012 (que instituíram o subsídio como novo padrão remuneratório dos Policiais Civis gaúchos). 

A decisão obriga o Ipergs a atualizar o valor das pensões de acordo com a atualização da tabela dos subsídios. O novo resultado simboliza o compromisso e valorização do Sindicato junto às lutas por direitos dos Policiais Civis. A entidade pede a colegas que conheçam pensionistas que os avisem da vitória com trânsito em julgado da decisão e peçam que entrem em contato com a entidade.


Confira abaixo as causas vencidas desde 2016 pela banca Costalunga Gotuzzo Advogados:

Leia mais...

A assessoria  jurídica do SINPOL/SC nos informou que não existe decisão judicial que determinou o retorno da diretoria destituída a administração do Sinpol/SC. Hoje o que prevalece e deve prevalecer é a decisão dos sindicalizados que, por meio da assembleia geral, decidiram pela nomeação do Interventor, convocação de eleições, e, hoje já elegeu uma nova Diretoria Executiva.

O processo eleitoral foi transparente e dentro da mais absoluta legalidade, com duas chapas que concorreram, sendo disponibilizadas urnas em todo o Estado. Tanto é que todas os procedimentos foram devidamente registrados e averbados pelo cartório.

Leia mais...

O governo do Estado conclui nesta sexta-feira (13) o pagamento integral dos salários do mês de março para todos os servidores vinculados ao Executivo. Ainda nesta quinta-feira (12) serão depositados os valores para quem recebe líquido entre R$ 6 mil e R$ 8 mil. Para este grupo de servidores (22.756 matrículas), os créditos ingressarão na conta bancária entre o final da tarde e início da noite,contemplando 94% do funcionalismo. Aos demais servidores que têm rendimento acima de R$ 8 mil, os créditos estarão disponíveis nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira.

A parte líquida da folha do mês de março fechou em R$ 1,185 bilhão, sem considerar os valores das consignações. Neste período, a receita líquida ficou em R$ 2,384 bilhões, ao passo que as despesas passaram dos R$ 3,725 bilhões.

Leia mais...

A pressão dos sindicatos, entre eles a UGEIRM, conseguiu adiar, por mais uma semana, a votação das PECs 242, 257 e 258 que acabam com a licença-prêmio e com o direito aos adicionais por tempo de serviço. A UGEIRM esteve com outros sindicatos de servidores públicos, desde o início da manhã, percorrendo os gabinetes dos deputados e participando da reunião de líderes que definiria a pauta de votação.

Leia mais...

Durante audiência pública realizada na última terça-feira (10) na Superintendência de Comissão e Justiça da Assembléia Legislativa do Paraná, representantes de diversas categorias e sindicatos estiveram presentes. Durante a audiência, o presidente do Sindipol de Londrina, Michel Franco, manifestou o seu apoio ao trabalho realizado pelo Sinclapol, através de seu presidente, Fabio Barddal Drummond, pela luta da reposição salarial, esperada há 28 meses pelas categorias.

 

Em audiência pública realizada nesta terça-feira (10),representantes do Sindipol de Londrina, Sinclapol e 18 entidades associativas que representam policiais militares, bombeiros e diversos deputados estiveram reunidos no Auditório da Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP) debatendo a questão da reposição salarial, aguardada há 28 meses pelas categorias.

Durante a audiência foi discutido a retomada da data base do funcionalismo público, congelada pelo governo Beto Richa até 2019. Em palestra durante o encontro, Fabio Rossi Barddal Drummond, presidente do Sinclapol deixou claro a indignação dos policiais civis com a indiferença do governo estadual.

Leia mais...