FEIPOL-SUL

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUL

No dia 31 de março, as Centrais Sindicais e entidades dos movimentos sociais de todo o país, realizarão um grande dia de mobilização contra a terceirização e as reformas  da previdência e trabalhista, em tramitação no Congresso Nacional. Nesse dia serão realizados grandes atos em todas as capitais do Brasil, além de atividades de rua nas principais cidades do país. Esse Dia Nacional de Mobilização vai preparar a realização de uma Greve Geral Nacional, marcada para o dia 28 de abril.

Leia mais...

A reunião do colégio de líderes partidários na Assembleia Legislativa, que acontece nesta terça-feira (28), vai definir a pauta de discussão e votação nesta semana. Entre os projetos que trancam a pauta de votação, estão as PECs do Pacote de Maldades do governo Sartori/PMDB.

A avaliação dos próprios deputados da base aliada ao governo Sartori/PMDB, é que o governo não possui os votos necessários para a aprovação do seu Pacote de Maldades. Entre as propostas do Pacote, estão as PECs que autorizam a privatização das estatais gaúchas, o atraso de salários e o calote no 13º dos servidores públicos estaduais, além do ataque aos sindicatos dos servidores. Já circula entre os deputados, a ideia de retirar o pedido de urgência para essas propostas, afim de liberar a pauta da Assembleia Legislativa sem o peso de uma derrota do governo nas votações.

Leia mais...

Atenção Policiais Civis! Os deputados estaduais Evandro Araújo e Márcio Pacheco, convidam todos os servidores públicos do Estado do Paraná, para participar da Audiência Pública a ser realizada no dia 4 de abril de 2017, às 10 horas no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná. Na oportunidade, será discutido o Projeto de Emenda Constitucional 287/2016, que dispõe sobre a Reforma da Previdência Social. É muito importante a participação de todos os Policiais Civis do Estado do Paraná, pois essa discussão afetará diretamente as nossas aposentadorias e dos futuros servidores da segurança pública. Vamos nos mobilizar e mostrar a nossa força! Pois a hora de lutar pelos nossos direitos é agora, vamos exigir a nossa retirada dessa PEC 287.

Bom, tenho certeza do que se tratar da posição dos Sindicatos, Federações e Confederação dos Policiais Civis, não existe a menor chance de haver negociações em separado dos demais Policiais.

 

Aqui viemos, aqui chegamos e quem nos conhece, sabe que não é uma batida de pés ou uma ameaça qualquer de sacanear, que irá nos afastar dessa guerra.

Problema da Presidência da República, problema deles se leram pouco e trabalharam menos em suas vidas, se não entenderam nada sobre quem somos e porque dedicamos nossas vidas para manter a justiça.

Leia mais...

A PEC- 287 que trata da Reforma da Previdência está sendo pauta de encontros regionais realizados pelo Sindicato dos Policiais Civis de SC – Sinpol/SC. No próximo dia 28/3, terça-feira, o debate será em Canoinhas, às 19h30, no Conceitto Restaurante, localizado no centro da cidade.

 

O encontro reunirá policiais civis sindicalizados de Canoinhas e dos municípios próximos, para discutir o Projeto que altera os critérios de aposentadoria em trâmite no Congresso Nacional e seu reflexo no cenário da Aposentadoria Policial. “Será um momento onde o policial poderá sanar dúvidas, entender a proposta através de palestra com especialista da área jurídica e conhecer as medidas que estão sendo adotadas pelo Sindicato no âmbito estadual e federal”, destaca o presidente do Sinpol, Anderson vieira Amorim.

Leia mais...

O governo federal anunciou, na tarde de ontem, que vai retirar os servidores estaduais e municipais da reforma da previdência, jogando a responsabilidade das alterações para os governos locais. A avaliação do governo é que, com isso, enfrentará menos resistências para acabar com a aposentadoria dos trabalhadores brasileiros. As categorias de servidores estaduais, como professores e policiais civis, estão entre as mais organizadas e mobilizadas contra a reforma da previdência. Com a retirada, o governo espera diminuir a mobilização e dividir os trabalhadores.

O que, em um primeiro momento, parece ser vantajoso para os servidores, se tornará uma verdadeira bomba mais para a frente. Se hoje, os servidores estão conseguindo pressionar o governo e evitar os ataques à aposentadoria dos trabalhadores. Divididos e isolados podem se tornar presas fáceis para uma reforma fatiada nos estados. Com as eleições em 2018, no ano seguinte teremos, com certeza, uma ofensiva dos governos eleitos contra a aposentadoria dos servidores públicos estaduais. Esses ataques acontecerão de forma isolada. Primeiro se ataca a aposentadoria dos professores, em seguida a aposentadoria dos policiais civis e assim sucessivamente. Inviabilizando reações do conjunto dos servidores públicos.

Leia mais...

Veja abaixo, o posicionamento da UPB sobre o pronunciamento do governo Temer/PMDB, onde afirma que excluirá do texto da Reforma da Previdência os servidores estaduais e municipais.

A UPB (União dos Policiais do Brasil), entidade que reúne 28 (vinte e oito) categorias profissionais de segurança pública do país, face ao pronunciamento do Governo Federal na data de ontem, afirmando que excluirá do texto da Reforma da Previdência os Servidores Estaduais e Municipais sob o argumento de preservar o Pacto Federativo, vem esclarecer que:

1. A decisão do governo é na verdade de uma tentativa desesperada de salvar a PEC 287/2016, rejeitada por todas as categorias profissionais do país e combatida fortemente pelas representações de classe de trabalhadores federais, estaduais e municipais, que vêm promovendo um debate democrático e esclarecedor perante à sociedade e aos parlamentares.

2. A exclusão dos servidores estaduais e municipais do atual texto da PEC 287/2016 não impedirá que os Policiais Civis e Militares de todo o país sejam afetados diretamente pela Reforma da Previdência, nem os demais servidores públicos estaduais ou municipais.

Leia mais...

NOTA DE ESCLARECIMENTO

(PEC 287, de 2016)

Brasília/DF, 22 de março de 2017.

A União dos Policiais do Brasil, entidade que reúne 28 (vinte e oito) categorias profissionais de segurança pública do país, face ao pronunciamento do Governo Federal na data de ontem, afirmando que excluirá do texto da Reforma da Previdência os Servidores Estaduais e Municipais sob o argumento de preservar o Pacto Federativo, vem esclarecer que:

Leia mais...

O delegado aposentado e filiado do Sinpol, Lourival Mattos será homenageado nesta quinta-feira, 23, dia em que Florianópolis completa 344 anos, com o Título de Cidadão Honorário pela Câmara de Vereadores da Capital.

A solenidade acontece na Assembleia Legislativa de SC, a partir das 17h e reunirá autoridades, familiares e amigos. Lourival é delegado de Polícia aposentado, casado, pai de cinco filhas e tem quatro netos. Teve uma carreira brilhante nos seus 53 anos em dedicação exclusiva no Serviço Público, sendo mais de 30 anos prestados na Polícia Civil.

 

O Sindicato dos Policiais Civis de SC parabeniza Lourival pela merecida homenagem. O Sinpol reconhece sua trajetória de dedicação e lealdade na Polícia Civil.

Leia mais...

A base do governo Sartori/PMDB na Assembleia Legislativa, pretende colocar em votação nesta terça-feira (21) dois vetos do governador para, assim, destravar a pauta e ter a possibilidade de começar a votar o Pacote de Maldades do governo.

De acordo com o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza/PMDB, a ideia é votar todos os vetos e projetos que trancam a pauta para, na semana que vem, a assembleia estar pronta para votar as PECs que integram o Pacote do governo Sartori/PMDB. As primeiras da fila são: a que prevê o fim da necessidade de plebiscito para a privatização de CEEE, CRM e Sulgás, a que institucionaliza o atraso no pagamento de salários dos servidores e a que ataca os sindicatos de servidores.

Leia mais...

No dia 20 de março de 1980, um grupo de agentes que acreditava na capacidade de organização dos policiais e na necessidade de uma entidade forte e representativa dos agentes de polícia para defender seus interesses, criava a UGEIRM. Inicialmente a União Gaúcha dos Escrivães, Inspetores, Investigadores, Comisssários, Rádio-telegrafistas e Mecânicos policiais teve sua atuação como associação e mais tarde tornou-se no UGEIRM/Sindicato, entidade sindical que representa plenamente, em todos os níveis e instâncias, escrivães, inspetores e investigadores de polícia do Rio Grande do Sul. A Ugeirm Sindicato é a entidade que tem como norte a luta pelos direitos dos policiais civis, bem como de todos os demais trabalhadores.

Leia mais...

Amigos Policiais Civis, precisamos de doadores de sangue, de qualquer tipo, para a sobrinha da Investigadora Rosângela da Polícia Civil do Maranhão, Maria Eduarda Melo de Almeida, que está internada no Hospital de Clinicas para receber um Transplante de Medula. Desde já agradecemos a atenção e colaboração.

 

A DIRETORIA.

Atenção policiais civis aposentados da Região Oeste do Paraná. De 20 a 25 de março de 2017, a Dra. Rogéria Sininbu Aguiar, psicóloga da Polícia Civil do Estado do Paraná e credenciada pela Polícia Federal para fazer avaliações psicológicas para o porte de arma dos aposentados e estará atendendo na 6.ª SDP, em Foz do Iguaçu.

Leia mais...

Em mais uma medida guiada pela necessidade de melhorar sua imagem, o governador Sartori/PMDB convocou 400 policiais militares e mais de 20 policiais civis, para reforçar o policiamento da capital e da região metropolitana. A medida foi tomada em uma tentativa de resposta a mais uma onda de latrocínios em Porto Alegre.

Mais uma vez o governador age de acordo com os acontecimentos. A única preocupação é a sua imagem perante a opinião pública. É um verdadeiro absurdo que um governo que está se encaminhando para o seu último ano de mandato, ainda tome atitudes na base do improviso. Mais grave ainda, quando isso acontece em uma área que lida com a vida dos cidadãos, como a segurança pública.

Leia mais...

Na tarde desta quinta-feira (16), o deputado federal Afonso Hamm (PP/RS) participou de uma reunião com a direção da UGEIRM, do SINPEF/RS (Sindicato dos Policiais Federais do RS), que foi representado pelo seu presidente Ubiratan Antunes Sanderson, e do SINPRF/RS (Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no RS), representado pelo seu presidente Maicon Nachtigall. A reunião, que aconteceu na sede da UGEIRM, tratou da Reforma da Previdência, em tramitação no Congresso Nacional.

Na reunião, os dirigentes das três entidades apresentaram ao parlamentar a posição das categorias em relação ao projeto e as consequências da sua aprovação para a segurança pública nacionalmente e para a população brasileira como um todo. O deputado ressaltou momentos da sua atuação parlamentar no que diz respeito ao tema da segurança pública, lembrando que sempre teve uma colaboração muito produtiva com os sindicatos da Polícia Civil, Federal e Rodoviária Federal. Hamm fez questão de lembrar a Lei do Abigeato, de sua autoria, onde contou com a colaboração da polícia civil gaúcha, em particular do diretor da UGEIRM Luís Henrique Lamadril, representante do sindicato em Bagé, cidade natal do deputado.

Leia mais...

Encontro unificado dos trabalhadores da Segurança Pública em manifesto contra a reforma da Previdência e o fim da aposentadoria especial reuniu centenas de policiais ontem (15/3), em Florianópolis, na praça em frente à Assembleia Legislativa de SC.

 

Convocado pela União das Policiais do Brasil (UPB), o ato ocorreu em diversas capitais do país, assim como em Brasília. Em Santa Catarina, além do manifesto, os policiais redigiram uma Moção de Repúdio a PEC 287 que foi assinada por todas as entidades presentes no evento e entregue ao presidente da Alesc, Silvio Dreveck e ao presidente da União dos Vereadores de SC – Uvesc, Valnir Camilo Scharnoski, durante o Encontro Estadual dos Vereadores, que reuniu mais de 350 parlamentares.

Leia mais...

Site da Assembleia Legislativa de SC repercute o discurso do presidente do Sinpol sobre a Reforma da Previdência, Acompanhe abaixo:

http://agenciaal.alesc.sc.gov.br/index.php/noticia_single/presidente-do-sinpol-solicita-apoio-dos-parlamentares-contra-a-pec-da-previ

Um acordo de líderes durante a sessão ordinária desta quarta-feira (15) possibilitou o pronunciamento do presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Santa Catarina (Sinpol/SC), Anderson Vieira Amorim. Contrário a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que tramita no Congresso Nacional, Amorim solicitou apoio dos parlamentares para uma intervenção junto à presidência da República no sentido de barrar a PEC.

Leia mais...