FEIPOL-SUL

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUL

A convocação de policiais plantonistas em folga para participação em Operações Policiais, tem se tornado cada vez mais frequente no nosso estado. Essa prática é ilegal. Um parecer do departamento jurídico da UGEIRM levanta as irregularidades dessa prática. Elas ferem a Constituição Estadual de 1989, que determina que a jornada dos servidores públicos é de 40 horas semanais e 8 horas diárias, podendo haver compensação e remuneração do serviço extraordinário. Este serviço não poderá exceder a 25% da carga horária diária. Em relação ao serviço noturno, ou seja, o realizado entre as 22 horas e as 5 horas do dia seguinte, a legislação determina que a hora deverá ser computada como de cinquenta e dois minutos e trinta segundos, além de ter seu valor acrescido de 20%. Desta forma, a sistemática de plantão foi feita prevendo a existência de menos horas mensais para compensar as horas extraordinárias diárias, serviço noturno e em finais de semana ou feriados.

Leia mais...

Queremos saber quem vai ter a coragem e se comprometer com nossa causa e ter o apoio de mais de 4 mil policiais, seus familiares e da sociedade que apoia a polícia civil.

Se você quer mudanças e uma polícia melhor, nos apoie compartilhando o vídeo!

O SINPOL-SC, por meio de seu presidente irá nomear até o final de outubro os membros da Comissão Eleitoral que serão responsáveis por organizar a eleição da NOVA DIRETORIA 2019/2022, que ocorrerá em março de 2019.

O intuito em iniciar as nomeações da Comissão Eleitoral com pelo menos 6 meses de antecedência, decorre da necessidade de divulgação antecipada das eleições, tornando o processo eleitoral amplamente divulgado e com a participação do máximo de policiais possíveis.

Leia mais...

Após mais de um ano em que se deu a publicação da autorização pelo Exército Brasileiro que libera o uso particular de armas calibre 9x19 mm por policiais, a Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados DFPC publicou a regulamentação para a aquisição do referido calibre, ação há muito esperada pelos policiais civis. A portaria 124 publicada no dia 1 de outubro de 2018 além da regulamentação de compra de armas, determina os parâmetros de compra de munições e regula a quantidade de armas de fogo de uso restrito de acordo com as categorias profissionais entre outras disposições.

Estão autorizados a adquirir até duas armas nos calibres 9x19 mm, .40S&W, .45 ACP e .357 Magnum, policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais ferroviários federais, policiais civis, policiais e bombeiros militares, policiais legislativos do Congresso Nacional, membros da Magistratura, do Ministério Público da União, do Distrito Federal e dos Territórios.

Leia mais...

Esta quarta-feira (03) foi dia de reivindicar a valorização dos servidores da Polícia Civil junto ao presidenciável Ciro Gomes (PDT). O Presidente do Sinpol-RS e Presidente da Feipol-Sul, Emerson Lopes Ayres, e o Secretário-Geral do Sinpol-RS e Vice-Presidente Regional Sul da Cobrapol, Sandro Barbosa Quevedo, acompanharam o Presidente da Cobrapol, André Luiz Gutierrez, e representantes de outras federações em reunião que ocorreu nessa manhã com o candidato a presidência da república.

Na oportunidade, foi apresentada ao mesmo a Carta Compromisso pela Valorização da Polícia Civil do Brasil. Ciro recebeu a carta e assumiu o compromisso de, se eleito, trabalhar para a valorização da polícia civil. Dentre as reivindicações constantes na carta, estão o apoio à criação da Lei Orgânica da Polícia Civil, adoção de um piso salarial digno, manutenção da concessão das aposentadorias e criação do Fundo de Apoio Habitacional.

A Diretoria do Sinpol RS recebeu na tarde desta segunda-feira (01/09), o presidente licenciado do Sindicato dos Policiais Federais do RS e candidato a deputado federal pelo PSL, Ubiratan Sanderson. 

Na ocasião, o presidente do Sinpol RS e da Feipol Sul, Emerson Ayres, entregou ao candidato uma cópia da Lei Orgânica da Polícia Civil. O documento visa a corrigir aspectos como disparidade de direitos, desvio de atribuições, cargos em excesso, desequilíbrio na carreira, investigação ineficiente, usurpação de prerrogativas, entre outros pontos. O projeto foi entregue, em março deste ano, à Secretaria Nacional de Segurança Pública.  

Causou estranheza à direção do Sinpol RS, o envio do Email nº 016/2018 - Operação Verão (Serra) endereçado a delegados e agentes da Polícia Civil do RS nesta segunda-feira (01/09). No referido documento digital, é informada a abertura das inscrições para a Operação Verão 2018/2019. Aos interessados, são comunicados os locais da Operação Serra e, pasmem, que não serão distribuídas munição para os policiais civis envolvidos na mesma. O email é assinado pelo delegado Fernando Sodré de Oliveira, diretor do DPI (Departamento de Polícia do Interior) e coordenador da Ooperação Verão 2018/2019.

Leia mais...

Até o presente momento, o Governo Sartori não repassou às contas do Sinpol RS os valores descontados dos salários dos filiados da instituição referentes à mensalidade sindical do mês de agosto. Para a entidade, é mais um ataque à luta sindical baseada na manutenção e conquista de direitos. 


O Sinpol RS já cobrou providências e aguarda manifestação do governo. 

A Academia de Polícia informa que estão abertas até o dia 28 de setembro de 2018 as inscrições para o PROCESSO DE SELEÇÃO INTERNA PARA DISCENTE DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU – ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA INVESTIGAÇÃO CRIMINAL. O curso terá início provável em outubro de 2018 e duração máxima de 18 (dezoito) meses, acrescido de mais 06 (seis) meses para elaboração do trabalho de conclusão de curso. As aulas serão ministradas em até 02 (dois) dias por semana (preferencialmente sextas e sábados) e serão quinzenais. As informações poderão ser obtidas através do Edital de Abertura que se encontra no link: http://acadepol.pc.rs.gov.br/conteudo/50725/processo-de-selecao-interna-para-discente-da-pos-graduacao-lato-sensu---especializacao-em-gestao-da-investigacao-criminal-(2%C2%AA-edicao)

a UPB - Paraná recebe candidatos Fernando e Felipe Francischini, em conversa, presidente da SINCLAPOL, Fábio Barddal comenta:

"A UPB agremia entidades municipais, estaduais e federais e esses encontros têm sido muito produtivos.
Ouvimos ideias e também transmitimos nossos anseios!"

Veja matéria completa abaixo!

Leia mais...

O policial civil Sílvio, da 12ª Delegacia de Polícia, é a mais nova vítima da violência que atinge o Estado. Ele foi baleado na cintura na tarde desta sexta-feira (28), após bandidos roubarem a viatura discreta que dirigia na rua 21 de Abril, no bairro Sarandi, na Zona Norte de Porto Alegre. Os bandidos levaram a viatura placas ITR 3315, que já foi localizada.

O policial foi socorrido pelos próprios colegas e levado a atendimento. 

O policial civil Sílvio, da 12ª Delegacia de Polícia, é a mais nova vítima da violência que atinge o Estado. Ele foi baleado na cintura na tarde desta sexta-feira (28), após bandidos roubarem a viatura discreta que dirigia na rua 21 de Abril, no bairro Sarandi, na Zona Norte de Porto Alegre. Os bandidos levaram a viatura placas ITR 3315, que já foi localizada.

O policial foi socorrido pelos próprios colegas e levado a atendimento. 

Até o presente momento, o Governo Sartori não repassou às contas do Sinpol RS os valores descontados dos salários dos filiados da instituição referentes à mensalidade sindical do mês de agosto. Para a entidade, é mais um ataque à luta sindical baseada na manutenção e conquista de direitos. 


O Sinpol RS já cobrou providências e aguarda manifestação do governo. 

O candidato a governador pelo PDT, Jairo Jorge, esteve na sede da UGEIRM nesta terça-feira (25), para apresentar seu programa de governo e debater propostas com os(as) policiais civis. Como tem acontecido com todos os candidatos, o debate se iniciou com o sindicato entregando o programa para segurança pública, elaborado pela direção da UGEIRM em conjunto com seu Conselho de Representantes. Antes da fala de Jairo Jorge, os candidatos a deputado(a) estadual Flavio Berneira, que é servidor da SUSEPE, e a delegada Anita se dirigiram ao público para saudar a iniciativa do sindicato.

Regime de Recuperação Fiscal e a crise do estado

Jairo Jorge, que já foi prefeito de Canoas, iniciou sua fala fazendo uma dura crítica à insistência do governo Sartori/MDB em assinar o Regime de Recuperação Fiscal do governo Temer. Para explicar sua discordância com o RRF, Jairo Jorge recordou a renegociação da dívida feita pelo ex-governador Antônio Britto que, na sua opinião, está na origem da atual crise vivida pelos gaúchos, ao gerar uma dívida que se mostra impagável. Jairo Jorge lembrou também, que o Sartori, na verdade, foi o governador que menos pagou parcelas da dívida, devido à suspensão dos pagamentos determinada pelo STF.

Leia mais...

O candidato a deputado estadual Marcio Bins Ely, que atualmente é vereador pelo PDT em Porto Alegre, esteve na sede da UGEIM nesta segunda-feira (24), para apresentar suas propostas às eleições de outubro. Marcio Bins, que é presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (CRECI-RS), externou sua preocupação com a segurança pública do estado, afirmando que, caso eleito, irá direcionar seu mandato para garantir a valorização do servidores da área, além de lutar pelo reaparelhamento das forças de segurança do estado, com a compra de coletes, armas e viaturas que possam viabilizar o combate eficiente à violência crescente que vem afligindo a população gaúcha.

O candidato ressaltou, também, a importância de investimentos na área de inteligência e, em particular, na Polícia Civil. De acordo com Marcio Bins, somente com um fortalecimento da investigação policial e a valorização dos profissionais da polícia civil, será possível um combate efetivo ao crime organizado. Ao final do encontro, o presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, entregou ao candidato o programa da UGEIRM para a segurança pública. Marcio Bins agradeceu e prometeu estudar as propostas do sindicato e, se possível, incorporá-las ao seu projeto de mandato.

Leia mais...

A direção da UGEIRM reuniu, na quarta-feira (19), com o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Estilac Xavier, para discutir a questão dos sobrestamentos das aposentadorias policiais. Além do sindicato, estiveram presentes o Sinpol, a Asdep e a ACP. A direção do sindicato fez um relato pormenorizado da situação, salientando que, desde junho deste ano, vários julgamentos no Tribunal vêm sobrestando as aposentadorias dos(as) policiais civis. A UGEIRM argumentou que essa situação vem provocando uma grande insegurança na categoria, o que traz um enorme prejuízo para a segurança pública do estado. Foram apresentados, também, ao Conselheiro os argumentos jurídicos que mostram que essas decisões representam um equívoco. Ao final, os diretores do sindicato, apresentaram a proposta que os sobrestamentos sejam suspensos e que os Conselheiros voltem a homologar as aposentadorias policiais até o julgamento da ADI-5039.

Leia mais...