FEIPOL-SUL

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUL

O Sinpol RS firmou convênio com a Unidade Capão da Canoa da Damasio Educacional. A unidade concederá 25% de desconto aos associados nos cursos de pós-graduação e Atualização e Prática Jurídica nas modalidades telepresencial ou on-line. Para cursos MBA IBMEC, nas modalidades on-line, haverá desconto de 20%.

Os cursos Carreiras Públicas, Carreiras Jurídicas e Exame da OAB, nas modalidades telepresencial e on-line oferecem desconto de 30%. O mesmo percentual será concedido para os interessados nos cursos de Exame da OAB e Clio. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 34161055, whatsapp (51) 980109546 ou pelo email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..  

Saiba mais AQUI.

Servidores do Poder Executivo com rendimento líquido entre R$ 2,5 mil e R$ 3 mil terão seus salários disponíveis na conta bancária ao amanhecer desta segunda-feira (11). 

Com a arrecadação de ICMS, o governo do Estado conseguiu autorizar o crédito para 22.201 vínculos que estão neste grupo de funcionários, o que demandou R$ 65,5 milhões em caixa. Desde a virada do mês, 62% do funcionalismo (211.164 matrículas) estão com o pagamento em dia.

Na última sexta-feira (8), a Fazenda realizou dois depósitos. Na parte da manhã, creditou os salários para os servidores com rendimento líquido entre R$ 1.600 e R$ 2 mil. No final do dia, conseguiu atender aos que têm salário líquido de até R$ 2,5 mil. Segue a previsão de quitar a folha aos demais funcionários até esta quarta-feira (13).

Ao depositar os salários de até R$ 3 mil líquidos, 76% do Magistério estará contemplado, o que representa 123,905 matrículas de professores (a maior categoria do serviço público). A folha líquida de novembro para as 342.646 matrículas do Poder Executivo (ativos, inativos e pensionistas) ficou em R$ 1,188 bilhão (sem considerar as consignações - empréstimos bancários).
Folha de novembro:

Leia mais...

Piratini ainda não sabe como fará para pagar o benefício, mas nos bastidores hipótese de parcelamento ganha força. Quitação em dezembro depende de renda extra no caixa

A um mês da data prevista em lei para quitação, o pagamento em dia do 13º salário dos servidores do Poder Executivo está em risco. A exemplo do que ocorreu em 2015 e 2016, o governo José Ivo Sartori já trabalha, nos bastidores, com a possibilidade de parcelamento – medida que só não se concretizará, segundo o Palácio Piratini, se a venda de ações do Banrisul tiver resultado acima do previsto no mercado, se a adesão ao regime de recuperação fiscal sair até dezembro e se o Estado for bem-sucedido na venda de créditos da General Motors (GM). 

Leia mais...

As direções da UGEIRM e do SINPEF/RS se reuniram, na segunda-feira (04), com o presidente do PSB/RS, o deputado federal José Stédile. A reunião foi intermediada pelo Policial Civil e presidente da Câmara dos Vereadores de Cachoeirinha, Marcos Barbosa. Os dirigentes dos sindicatos apresentaram ao parlamentar a posição das categorias em relação à reforma e as consequências da mesma para a segurança pública.

O parlamentar assegurou seu voto contra a reforma da Previdência. Além disso, Stédile ressaltou que, da bancada de 37 deputados federais do partido, apenas 5 se posicionaram favoráveis à reforma. Participaram da reunião, os diretores da UGEIRM, Fábio Castro e Neiva Carla, e os representantes do SINPEF, Ubiratan Antunes Sanderson e Daniel Teixeira.

Presente no encontro, a diretora da UGEIRM, Neiva Carla, afirmou que a UGEIRM vai seguir na pressão sobre os deputados. “Continuaremos nos mobilizando para pressionar os deputados federais gaúchos. Ainda nessa semana, teremos novos encontros com parlamentares de vários partidos. Encontrar pessoalmente os deputados é fundamental para garanti o posicionamento contrário à reforma. No interior do estado, é importante que os policiais civis se mobilizem e marquem encontro com parlamentares e prefeitos. Os deputados sabem que dependem das suas bases locais para se eleger. A palavra de um prefeito ou de um conjunto de vereadores pode mudar um voto de parlamentar, ainda mais em um ano pré-eleitoral como esse”, concluiu Neiva.

Cerimônia será realizada no Palácio da Polícia.

Ocorre nesta quinta-feira (7/12), a cerimônia de entrega do Diploma e da Medalha Delegado Plínio Brasil Milano, 20 e 30 anos de serviço policial. A entrega da distinção será realizada às 15h, no Auditório Delegado Cícero do Amaral Viana do Palácio da Polícia. 

Leia mais...

Luís Eduardo Gomes

Com greve ou sem greve, representantes de centrais sindicais e de diversos sindicatos de trabalhadores da iniciativa privada e do serviço público realizaram, na manhã desta terça-feira (5), uma série de atos como parte do Dia Nacional de Luta Contra a Reforma da Previdência. As manifestações em Porto Alegre iniciaram no Aeroporto Salgado Filho, ainda na madrugada, e continuaram com uma concentração na Rodoviária, por volta das 8h, de onde centenas de manifestantes partiram em caminhada até a sede do INSS, localizada nas imediações do Mercado Público e da Prefeitura.

Os sindicatos destacam que, caso a reforma seja aprovada, estabelecendo a idade mínima de 65 anos para aposentadoria (talvez limitando a das mulheres a 62 anos) e a contribuição durante 40 anos para que o trabalhador tenha o direito a aposentadoria integral – desde que não ultrapasse o teto do Regime Geral da Previdência -, será muito difícil chegar a aposentadorias com valores próximos da remuneração final, ainda mais depois da aprovação de novas modalidades de trabalho, como a jornada intermitente, que sequer garante o recebimento de um salário mínimo integral e da consequente contribuição mínima para a Previdência. Diante disso, avaliam que muitos trabalhadores irão buscar planos privados, o que seria o objetivo do governo com a reforma. “O compromisso desse governo é acabar com a previdência pública e repassar para a privada”, diz Guiomar Vidor, presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RS).

Leia mais...

Para ex-secretário de Segurança Pública do DF, tais crimes não são solucionados, entre outras causas, porque atingem mais a periferia.

O número de vítimas de homicídios no Brasil cresceu 20% entre 2011 e 2016. Tratam-se de 54 mil vítimas de homicídio doloso, uma a cada dez minutos, segundo os dados mais recentes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. A pesquisa “Onde Mora a Impunidade?”, produzida pelo Instituto Sou da Paz, revelou, porém, que na maior parte dos estados do país os crimes de assassinatos não são solucionados ou investigados.

Arthur Trindade, professor da Universidade de Brasília (UnB) e ex-secretário de Segurança do Distrito Federal, foi o coordenador técnico da pesquisa. Nesta entrevista a CartaCapital, ele afirma que a falta de dados no Brasil é um reflexo do fato de os homicídios afetarem majoritariamente os moradores de bairros pobres. “A maioria das vítimas são jovens negros. A falta de dados é resultado do descaso dos governos com os dramas dessas famílias”, diz.

Confira a entrevista:

Leia mais...

O Brasil registrou, em média, 135 estupros por dia no ano passado. Foram 49.497 casos no total, 4,3% a mais que no ano anterior, uma média de 135 por dia, segundo dados levantados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgados nesta segunda (30).

Não é o maior índice já registrado pela entidade, no entanto, que divulga anualmente estatísticas de segurança pública. Em 2013, a quantidade de casos no país chegou a 51.090. Estudos indicam que há grande subnotificação dessas ocorrências.

Houve, naquele ano, 4.657 registros de mulheres assassinadas. 533 deles foram classificados como feminicídio. Sancionada em 2015, a lei federal que define o feminicídio transformou em hediondo o assassinato de mulheres motivado justamente por sua condição de mulher. Ela aumenta a pena por homicídio, que é de 6 a 20 anos de prisão, para 12 a 30 anos.

“[O feminicídio] é só o desfecho fatal de uma série de violências que a mulher sofre. O altíssimo número de estupros mostra o contexto onde vai se dando a violência, que acaba com esse desfecho fatal”, explica Olaya Hanashiro, conselheira do fórum. “Ainda mais no Brasil, em que a maioria desses feminicídios são íntimos, se desenvolvem na violência doméstica.”

Leia mais...

POR MARCELO JANOT

Talvez não esteja longe o dia em que será possível selecionar cenas de um filme com atores e, com um simples clique no smartphone, transformá-las instantaneamente em uma animação no estilo de seu pintor favorito. Enquanto a tecnologia não chega lá, a equipe dos diretores Dorota Kobiela e Hugh Welchman, composta por 100 pintores, pintou em estúdios poloneses, utilizando as mesmas técnicas do artista holandês, cada um dos 65 mil frames do filme “Com amor, Van Gogh”, depois da filmagem com atores de verdade. O resultado de seis anos de trabalho insano pode ser visto nos cinemas a partir de hoje.

É algo parecido com o que Richard Linklater fez na animação “Waking Life”, em 2001: reconhece-se a feição e os movimentos dos atores, só que aqui eles parecem imersos em quadros de Van Gogh. Uma fascinante viagem pelo universo do mestre pós-impressionista que não se esgota em si mesmo, ou seja, a técnica é o meio para contar uma história e transmitir algo que vai além da experiência sensorial.

Leia mais...

Com o tema Ancestralidade e Resistência, foi realizado no dia 30 de novembro, no Auditório Delegado Cícero do Amaral Viana do Palácio da Polícia, o II Seminário da Consciência Negra da Polícia Civil.

A abertura do evento, que transcorreu durante todo o dia, contou com uma apresentação cultural, onde foi executado um toque de tambor para abrir os caminhos. Depois disso, foi executado, também com tambores, o hino da Umbanda. Em seguida foi instalada a Mesa de Abertura do evento, com a presença do Chefe de Polícia, Delegado Emerson Wendt, e outras autoridades.

Os debates abordaram vários temas sobre a realidade da população negra. A primeira mesa debateu a Exclusão do Povo Negro: da Escravidão à Reforma Trabalhista. O painel, que contou com a mediação de Ubirajara Toledo do IACOREC (Instituto de Assessoria as comunidades quilombolas) e Emir da Silva do MNU (Movimento Negro Unificado), debateu, entre outras questões, a questão da defesa dos territórios quilombolas, que tem sofrido um ataque cada vez maior por parte do agronegócio e as mudança na legislação trabalhista, que atinge majoritariamente o povo negro do país.

Leia mais...

Na última semana mais uma atividade de educação para o trânsito foi promovido pelo Dedetran (Delegacia de Delitos de Trânsito) e Departamento de Trânsito (Detran).O objetivo é orientar crianças e adolescentes sobre educação no trânsito, através de palestras e apresentação de peças de teatro simulando situações vividas no trânsito diariamente.

Leia mais...

A Escola Superior da Polícia Civil do Paraná (ESPC) promoveu na última semana um Curso de Capacitação de Agentes Públicos e Policiais Civis no Atendimento a Pessoas com Deficiência. O Objetivo do curso, segundo o diretor da Escola, Dr. Sebastião Ramos dos Santos Neto, é executar políticas públicas de inclusão da pessoa deficiente. O projeto prevê a capacitação do policial para atendimento de pessoas deficientes como um todo, isto para todos os tipos de deficiência. “Temos a obrigação de atender bem ao público em geral. O ser humano merece ter um tratamento digno, independente da sua condição, física, mental, social ou racial. Daí a necessidade do policial ter esta orientação, transmitida pelas professoras deste Curso de Capacitação visando um atendimento ao público com qualidade,” comenta o diretor.

Calendário de Cursos

Segundo o Diretor da Escola Superior de Polícia Civil, nestes últimos seis meses, foi elaborado calendário com diretrizes dos principais cursos que a Escola pretende oferecer aos Policiais Civis, no exercício de 2018. Através deste planejamento pré-definido, os Policiais poderão se programar para participarem dos cursos de capacitação. Também haverá a continuação dos cursos de pós-graduação “Lato Sensu” com dois projetos já aprovados pelo Conselho de Polícia Civil, sendo, um projeto que contempla todas as carreiras policiais e outro que contempla somente Delegados por força de lei. Outrossim, “estamos em tratativas para implementar o curso de pós-graduação “Stricto Sensu”, que ainda em estudo, tem a probabilidade de implantação a partir de 2019, onde abrangerá todas as carreiras desta Polícia Civil do Paraná. 

 Orientação

Leia mais...

Hoje de manhã, das 6h30 às 9h, policiais civis, militares e rodoviários federais e auditores fiscais da Receita Federal estiveram no saguão do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, para protestar contra a PEC 287 – que trata da Reforma da Previdência.

Os policiais conversaram com os parlamentares que embarcaram para Brasília, entre eles, Esperidião Amin, Celso Maldaner e Mauro Mariani. A PEC pode ser votada pelo plenário da Câmara Federal já nesta semana.

Os policiais que participaram da manifestação representaram os sindicatos das categorias: Sindicato da Polícia Civil de SC – Sinpol/SC; Associação dos Praças de SC – Aprasc: Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais – Sinprfsc; Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal – Sindifisco.

A mobilização repercutiu na imprensa estadual, através de reportagens da NSC TV, RIC Record, SBT e Diário Catarinense.

Leia mais...

O presidente do Sinpol/SC convoca todos os policiais civis de Santa Catarina para participar de mobilização contra a PEC-287 que trata da Reforma da Previdência, na próxima terça-feira, dia 5/12, às 6h, no Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis.

A PEC está tramitando na Câmara dos Deputados e poderá ser votada no dia 6/12 retirando os direitos da categoria dos Policiais Civis ativos e inativos, dos pensionistas e de familiares dos policiais.

#Nãoapec287 #Nenhumdireitoamenos

Juntos Somos Fortes, Unidos Somos Imbatíveis

Anderson Amorim

Presidente Sinpol-SC

Na manhã desta terça-feira (28) os diretores do Sinpol/SC estiveram reunidos com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Silvio Drevek, para tratar sobre a aposentadoria especial dos policiais civis catarinenses e também sobre as promoções automatizadas.

O presidente Anderson Vieira Amorim relata que a reunião teve o objetivo de buscar o apoio de Drevek para intermediar o diálogo com a Procuradoria Geral do Estado – PGE e IPREV no sentido de liberar os pedidos de aposentadorias que estão parados.

Leia mais...

O Sinpol-RS iniciou a luta pela convocação de todos os aprovados em dezembro de 2013.

Nesta quarta-feira (29), foi realizada a Cerimônia de Formatura do Curso de Formação Profissional de Escrivães e Inspetores de Polícia, no Salão de Atos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS). Na formatura foram nomeados 99 inspetores e 13 escrivães de polícia. O evento teve como patrono o Governador do Estado, José Ivo Sartori e como paraninfo o Chefe de Polícia, Delegado Emerson Wendt.

O curso de formação ocorreu com 930 horas aulas, divididas em 27 disciplinas. Entre as disciplinas ministradas estão Gestão Policial, Técnicas de Operações Policiais, Inteligência Policial, Armamento e Tiro, Treinamento Físico, Investigação Criminal, Medicina Legal, entre outras de conhecimento jurídico.

Essa foi a 51ª turma de inspetores e a 52ª turma de escrivães formadas pela Polícia Civil. Somando-se a ela, já foram nomeados 555 agentes policiais este ano, 220 inspetores e escrivães em janeiro e 223 no mês de junho.

Campanha Acadepol para Todos Já

O Sinpol-RS iniciou a luta pela convocação de todos os aprovados em dezembro de 2013, quando foram protocolados ofícios destinados à Casa Civil, ao então governador Tarso Genro, e à Secretaria de Segurança, reivindicando o aproveitamento de todos os aprovados para cursar a Academia de Polícia, dando início ao movimento “Acadepol para todos já”. 

Leia mais...

O presidente do Sinpol RS, Emerson Ayres, e os diretores Sandro Quevedo, Antonio Santos Neto e Fabio Prado, estão em Palmas (TO), participando do XIII CONFEIPOL – Congresso Interestadual da Federação Interestadual dos Policiais Civis Regiões Centro Oeste/Norte (Feipol-CON). O evento tem o , que tem o apoio da Cobrapol, do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Tocantins (Sinpol-TO) e da Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST). 

O congresso é composto de três palestras, com os temas: direto de greve (advogado Diogo Mesquita Póvoa), PEC 287/2016 (Reforma da Previdência) e os malefícios que ela poderá causar aos policiais civis do Brasil (ex-ministro da Previdência, Ricardo Berzoine), unificação de cargos e carreira única na Polícia Civil (Francisco Lucas de Oliveira e Ana Paula Lima Cavalcante, presidente e vice-presidente do Sinpol/CE), e Lei Geral (Itamir Lima, presidente da FeipolNorte).

Pelo 24º mês, o Governador Sartori desobedece a Constituição que jurou cumprir e anuncia atraso no pagamento do salário dos servidores.

O governo do Estado inicia, nesta quinta-feira (30), o pagamento da folha do mês de novembro quitando os salários para os servidores com rendimento líquido de até R$ 1.200, o que contempla integralmente um total de 61.139 vínculos do Poder Executivo. 

O pagamento aos demais servidores está previsto para acontecer até 13 de dezembro, de acordo com o ingresso de receita. A parte líquida da folha de novembro ficou em R$ 1,188 bilhão (sem considerar as consignações - empréstimos bancários).

Leia mais...

Seguindo a deliberação da reunião do Conselho de Representantes, realizada no último dia 21, a direção da UGEIRM está convocando uma Assembleia Geral da categoria, para discutir e deliberar sobre a mobilização dos (as) Policiais Civis contra o atraso de salários e em defesa das Promoções. A reunião do Conselho, que teve a participação de quase todas as regionais, também indicou que aconteçam reuniões nas cidades do interior e região metropolitana. O resultado das reuniões devem ser encaminhados para a UGEIRM até as 13 horas do dia 30 de novembro. A Assembleia Geral acontecerá na próxima quinta-feira, dia 30 de novembro, a partir das 14 horas na Sede da UGEIRM, quando serão lidos os resultados das reuniões do Interior e região metropolitana e discutido com os colegas da capital os encaminhamentos da mobilização.

A direção da UGEIRM está em contato com a Casa Civil, para tentar a realização de uma reunião com o governo até a data da Assembleia. Na última reunião com a Casa Civil, o Secretário Fábio Branco se comprometeu em convocar uma reunião que reunisse também o Secretário de Segurança, Cezar Schirmer, assim que a agenda dos dois secretários permitissem. Nessa reunião, estariam em discussão as Promoções da Polícia Civil e os Projetos de Lei relativos à segurança Pública, como o que estabelece a isenção de impostos na compra de armas e o reaproveitamento dos policiais aposentados.

A Secretaria de Segurança do governo Sartori/PMDB divulgou, nesta quinta-feira (23), um novo Pacote para a Segurança Pública. A maior parte das medidas visa facilitar as doações privadas para a segurança pública e aumentar o efetivo da área, sem a realização de concursos. Entre essas medidas, está a ampliação da contratação de brigadianos e bombeiros temporários, convocação de reservistas e o reaproveitamento de aposentados na Polícia Civil, IGP e SUSEPE. A maior parte dessas medidas só poderão ser melhor avaliadas, quando o governo divulgar o texto dos Projetos de Lei, que serão encaminhados à Assembleia Legislativa.

É importante destacar que, entre as medidas apresentadas pelo governo, estão propostas defendidas pela UGEIRM há bastante tempo. As principais são as que propõem isenção de ICMS na compra de armas por agentes da segurança pública e o reaproveitamento dos policiais civis aposentados.

O presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, lembra que “essas propostas defendidas pela UGEIRM, teve como porta-voz perante o governo, o deputado Ronaldo Santini (PTB), que tem tido um papel importante na interlocução da UGEIRM com o governo e na defesa dos interesses dos policiais civis”.