FEIPOL-SUL

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUL

Desde a última sexta-feira (14), a UGEIRM tem recebido várias denúncias em relação ao empréstimo concedido pelo Banrisul para garantir o pagamento do 13º dos (as) servidores (as) do Executivo. As principais queixas se referem aos servidores (as) que possuem ação judicial contra o banco, dívida em aberto com o Banrisul ou alguma restrição nos órgãos de restrição ao crédito. Esses (as) servidores (as) têm tido sua linha de crédito negada pelo banco estadual.

Diante dessa situação, a UGEIRM, através do seu departamento jurídico, ingressará com uma ação judicial, já nesta terça-feira (18), que visa garantir o acesso à linha de crédito do 13º salário para todos os (as) policiais civis, independentemente de qualquer situação perante o Banrisul ou qualquer outra instituição financeira. A ação solicitará, também, uma indenização por danos morais a todos (as) os (as) policiais que tiveram seus pedidos do empréstimo do 13º negados pelo Banrisul.

O departamento jurídico da UGEIRM solicita a todos (as) os(as) policiais civis que tiveram problemas no pedido do empréstimo do 13º salário, que entrem em contato com o sindicato, afim de fornecer o seu nome completo e matrícula. Em anos anteriores, quando o sindicato ingressou com ações semelhantes, o juiz requisitou uma lista com o nome completo dos servidores que tiveram seus empréstimos negados. Portanto, é importante que todos forneçam os seus dados para que um possível pedido seja atendido prontamente.

Emenda do deputado Pedro Ruas (PSOL) garante empréstimo a todos os (as) servidores (as)

Durante a sessão que aprovou o projeto de lei que autoriza ao governo a pagar de forma parcelada o 13º de 2018 dos (as) servidores (as) do Executivo, o deputado Pedro Ruas (PSOL), propôs uma emenda que garante a concessão do empréstimo todos os (as) servidores (as), independente de possuir ação contra o banco, estar negativado nos órgão de restrição de crédito, ter dívidas com o Banrisul ou ter portabilidade bancária. Infelizmente, o Banrisul resolveu desrespeitar uma lei aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada pelo próprio governador. É contra esse absurdo, que a UGEIRM está recorrendo ao judiciário e tentando fazer valer o direito de todos (as) os (as) policiais.