FEIPOL-SUL

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUL

previewDELEGADOS APROVARAM TAMBÉM AS MUDANÇAS ESTATUTÁRIAS E O CÓDIGO DE ÉTICA DA ENTIDADE

Os delegados presentes ao Congresso Nacional Extraordinário da COBRAPOL, realizado em Brasília desde segunda (12) e encerrado nesta quarta-feira (14), decidiram, por unanimidade, reforçar a luta dos policiais civis em defesa da aposentadoria diferenciada na reforma previdenciária que será discutida e deliberada em dois turnos pelo Senado Federal nas próximas semanas.

Segundo o presidente André Luiz Gutierrez, “vamos intensificar o trabalho para sensibilizar os senadores de modo a aprovar nosso pleito pela aposentadoria diferenciada para os policiais civis e demais profissionais da segurança pública e, no mínimo, tentar reduzir ao máximo os danos ainda contidos no texto aprovado pela Câmara dos Deputados”.

“Nosso objetivo é garantir um guarda-chuva constitucional que dê segurança jurídica aos policiais que exercem atividade de risco e, por essa razão, merecem e têm direito a uma aposentadoria diferenciada, assim como também as pensões decorrentes da atividade policial”, argumentou, acrescentando que “não se trata de um privilégio, mas um direito que precisamos que seja reconhecido pela lei maior que é a Constituição, sob pena de ficarmos à mercê de alterações que poderão ser feitas na legislação infraconstitucional”.

O Congresso Nacional da COBRAPOL aprovou também as alterações estatutárias e o novo Código de Ética de entidade. Segundo Gutierrez, “com isso,  atendemos a uma demanda antiga com a atualização do Estatuto e do Código de Ética, instrumentos importantes que norteiam o trabalho de nossa Confederação”.

Gutierrez encerrou o Congresso agradecendo a presença dos delegados que se deslocaram dos diversos estados da Federação a Brasília, bem como às entidades filiadas que “mais uma vez, demonstraram seu compromisso com a nossa entidade e, principalmente, com as causas dos trabalhadores policiais civis que buscamos representar da melhor e mais eficiente forma possível”.

Fonte: Comunicação COBRAPOL