FEIPOL-SUL

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUL

A direção do SINPOL-RS entregou nesta sexta-feira (25/10) ao vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, um documento não concordando com a proposta de reforma administrativa do governo Eduardo Leite.

As medidas existentes na proposição são extremamente prejudiciais aos servidores públicos civis e atinge de forma ampla os direitos conquistados a duras penas pela categoria da Polícia Civil.

Por outro lado, beneficia categorias que serão contempladas com integralidade, paridade e aposentadoria especial.

O SINPOL-RS, de maneira firme responsável, exige que a categoria também serja contemplada com a integralidade, paridade e regras de transição para aposentadoria, abrangendo todos os servidores policiais.

Entendemos também que, na verdade, a proposta de aumento das alíquotas de contribuição previdenciárias são, como já foi defendido no Supremo Tribunal Federal (STF), um confisco.

O tempo proposto pelo governo para que as entidades, de uma maneira geral, que não concordam com a proposta, é muito exíguo, impossibilitando no momento de uma análise mais apurada das consequências trágicas para os servidores.

Como forma de poder diminuir a intranquilidade da categoria, quanto aos pedidos de aposentadoria, esclarecemos que devido a postura intransigente do governo ao tratar essa matéria, orientamos que todos busquem informações precisas sobre o tema no SINPOL-RS, evitando assim mais prejuízos aos policiais.